Uso roupas estilosas, será que estou errado?

estilosa

Durante minha jornada no evangelho de Deus, sempre ouvi a seguinte colocação sobre algumas Igrejas: ‘’ Aquela Igreja só tem gente com roupas estilosa, arrumada da cabeça aos pés’’

Também sempre ouvi falarem que o crente precisa ter postura de crente, principalmente nos trajes que usam.

E algumas denominações não aceitam que o membro use camisetas, camisas com estampas, bermudão etc.

Já no caso das mulheres, o excesso de brincos, pulseiras, roupas de pano fino, sempre geram polêmicas.

Neste artigo iremos abordar o que é certo e errado na moda evangélica 

Vejamos alguns aspectos para nosso estudo.

O ESTILO DE ROUPAS

roupas

Será que estou errado, a forma com que eu me visto ou o estilo de música que eu gosto pode fazer com que Deus não receba o meu louvor?” ( gosto de Rock e uso ALLStar e roupas do Estilo).

Muitas igrejas erram por inventar regras humanas sobre roupas, mas, muitas outras erram por recusar a estudar e ensinar, cuidadosamente, o que Deus tem dito.

As roupas variam de igreja para igreja. As igrejas mais tradicionais não permitem roupas sem manga, calças compridas ou apertadas, nem blusas curtas aparecendo o corpo.

Outras igrejas primam por cuidado no vestir; ainda há algumas que não tem nenhum tipo de regra quanto às roupas.

Roupa de mulher não tira o homem do seu propósito de santidade. A santidade é um estilo de vida. Pode, no entanto, influenciar alguns homens negativamente.

Já que como é sabido, o homem é estimulado sexualmente, primariamente, pelo que vê. A Bíblia afirma que os olhos de um homem nunca se fartam de ver.

Veja o artigo: “5 erros da moda cristã”

Quando a Bíblia fala de costumes éticos, na maioria das vezes, ela ensina o povo a quem ela se dirige, ensinando-o a se portar de maneira sóbria, não agredindo a cultura da pessoa a qual o Evangelho é anunciado.

Cada cultura tem suas próprias regras éticas. Paulo, o apóstolo, ensina ”que nenhuma coisa é de si mesma impura, a não ser para aquele que assim a considera, para esse é impura”.

Ora qualquer membro que aprendeu que alguma coisa é errada, para ele é errada.

Porém, tanto a mulher como o homem, devem viver, acima de tudo, de modo digno do Evangelho. Novamente Paulo ensina enfático: ”Fugi da impureza!” (1 Coríntios 6.18).

QUAL A ROUPA QUE DEVO USAR PARA AGRADAR A DEUS?

roupas para ir a igreja evangelica a noite

Como, então, podemos começar a definir a modéstia no aspecto sexual? O propósito Bíblico do vestir-se deve ser o ponto de partida para começarmos e, com muito esforço, definir esta exigência de modéstia, neste aspecto.

No inverno, o motivo é, em parte, para nos manter aquecidos, mas esta não é a única razão, não é mesmo? Porque, quando está calor, também nos vestimos.

Por que? Referindo-se ao homem, antes da queda, lemos que “ambos estavam nus, o homem e a sua mulher; e não se envergonhavam. ” (Gênesis 2:25).

Depois que Adão pecou, nos é dito que, “foram abertos os olhos de ambos, e conheceram que estavam nus; e coseram folhas de figueira, e fizeram para si aventais.” (Gênesis 3:7).

E, depois, “fez o SENHOR Deus a Adão e à sua mulher túnicas de peles, e os vestiu. ” (Gênesis 3:21). Deixando de lado todas as outras considerações, é evidente que, o propósito das roupas era cobrir, embora, houvesse apenas Adão e Eva, nesta época.

O senso do pecado trouxe consigo a sensação de que, a vida não poderia, agora, continuar da mesma forma que antes; aquele pecado fez surgir a necessidade de cobrir a nudez.

Primeiro, a beleza feminina foi dada por Deus e, isto é para ser reconhecido sem embaraço. A própria Escritura reconhece a beleza de Sara, Raquel e das filhas de Jó.

Veja o artigo: “Devo ir à Igreja de saia ou calça? Qual o correto?”

Não de mau gosto, esperamos. Afinal, a própria Escritura, às vezes, é muito direta e franca, visto que, em determinados momentos, isto faz-se necessário.

Se nos vestimos com luxúria as pessoas poderão imaginar que somos licenciosos, ou seja, imorais. Se nos vestimos com decoro, por certo as pessoas perceberão que nós nos honramos e que lutamos para nos preservar em santidade diante de Deus. 

A escolha não é muito difícil. Roupas sobrecarregadas de luxúria e de sensualidade, que refletem lascívia e libertinagem imoral, ou roupa decorosa, que reflete a sua compostura moral e espiritual.

CONCLUSÃO

Esperamos no Senhor que este estudo seja suficiente para uma tomada de posição nossa como Igreja de Cristo no Brasil.

Não precisaríamos ouvir críticas ou cobranças por causa de vestimenta.

Somos nós e os nossos filhos que nos vestimos indevidamente. Somos nós que compramos as roupas dos nossos filhos. Se não compramos, admitimos que eles comprem ou que usem.

Vamos assumir a nossa responsabilidade e corrigir a nossa conduta moral, diante de Deus, no que diz respeito a vestimenta.

Pense nisso e siga em frente

Se você gostou deste artigo, curta ou compartilhe no facebook, clique aqui embaixo e deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Deixe um comentário...

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.