Quando perdemos a adoração, o inimigo se aproveita?

pensativo

Adoração é uma barreira que inibe os planos de satanás, por isso a primeira coisa que ele procura fazer é retirar nossa adoração.

Apesar de estar localizado quase no centro da bíblia, o livro de foi escrito antes do período dos patriarcas.

Naqueles dias o sacrifício de animais e as primícias da colheita eram a forma primária de adoração. Hoje o que precisamos é uma adoração verdadeira, em espírito e verdade.

Vejamos alguns aspectos para o nosso estudo de hoje:

O EXEMPLO DA HISTÓRIA DE JÓ REPRESENTA ADORAÇÃO

ADORAÇÃO

Jó tinha a pratica constante de oferecer sacrifícios em favor de seus filhos (Jó 1:5). Quando Deus permite que o diabo o prove, este estende sua mão sobre os seus bois, suas ovelhas, suas jumentas e seus camelos. Na cultura do Antigo testamento, isso significava que Jó havia perdido a sua capacidade de adorar, pois não tinha mais rebanhos de animais para oferecer a Deus. (Jó 1:14-17).

Somente depois de tirar sua capacidade de adorar, foi que satanás estendeu sua mão sobre seus filhos, tirando assim uma de suas motivações para adorá-lo. (Jó 1:18 e 3:25-26) Se fizermos um paralelo entre a adoração no antigo testamento, a adoração no novo testamento, a soberania de Deus e as ações de satanás, baseados nos 2 primeiros capítulos de Jó, com certeza vamos dar uma fortalecida bem consistente no que hoje enxergamos como adoração a Deus. Porém neste mês vamos abordar um outro assunto. Vamos refletir um pouco sobre a resposta de Jó.

Veja o artigo: “Sujos por dentro | limpe o interior do copo”

Acompanhem comigo o texto na bíblia. (Jó 1:20) “Então, Jó se levantou, e rasgou o seu manto, e rapou a sua cabeça, e se lançou em terra, e adorou” (Jó 1:21) “e disse: RESTITUI, EU QUERO DE VOLTA O QUE É MEU” Percebemos que não foi isso que ele clamou. E ai? Não é minha intenção aqui ir de encontro a música, muito pelo contrário, também creio que Deus restitui. Mas gostaria de lembrar aos irmãos 3 fatos importantes:

A RESTITUIÇÃO É VINDA COM CERTEZA

ADORAÇÃO

“ Nada temos que do céu não nos seja dado” (João 3:27).

O diabo só toca em algo, que Deus nos permitiu ter, se o próprio Deus assim o permitir.

O texto mais usado hoje em dia para se falar sobre restituição é Joel 2:25. O texto é bem claro quanto a promessa de Deus no momento em que Ele diz: “RESTITUIR-VOS-EI os anos consumidos…”. Porém, o texto também é bastante claro quando Deus diz: “o MEU exército, que EU ENVIEI contra vós”.

3º RESTITUIÇÃO REQUER COMPROMISSO. Se Deus permitiu que algo fosse tirado de nós, é porque este algo estava de alguma forma impedindo nosso relacionamento com Ele e nosso crescimento espiritual.

Creio nas promessas de Deus. Porém existem 2 tipos de promessas na bíblia. As condicionais e as incondicionais. Salvação, por exemplo, é uma promessa incondicional. A única coisa que temos que fazer é crer. Restituição, por exemplo, é uma promessa condicional. Temos que crer, mas também temos que ter uma atitude de compromisso para com Deus. Deus está sempre pronto a cumprir a parte dEle em suas alianças. Porém, se quisermos que Deus faça a parte dEle, devemos também fazer a nossa. Deus só tem compromisso com quem tem compromisso com Ele. Não podemos clamar ao Senhor por restituição se não damos a Ele uma posição de honra em nosso viver diário.

Veja o artigo: “Temor a Deus a base para uma vida vitoriosa”

Nossa intimidade com Deus deve ser prioridade. Nosso tempo reservado para Deus tem que ter qualidade. Nosso tempo com Deus não pode se limitar a ser um espacinho em nossa agenda. Lembre-se: “Sempre temos tempo para aquilo que damos prioridade”. O que tem sido prioridade em nossas vidas? Jesus nos ordena em Mateus 6:33 “Buscai (imperativo) primeiro o reino de Deus e a sua justiça e todas as demais coisas vós serão acrescentadas”. A restituição do que perdemos está incluída na lista divina de “demais coisas”. “Os planos que foram embora, o sonho que se perdeu” também está incluído na lista divina de demais coisas.

CONCLUSÃO

Firmados em Cristo e cheios do Espírito Santo recebemos a paz que excede todo o entendimento e podemos com autoridade confrontar as circunstâncias com a ousadia de Jó. “Deus deu, Deus tirou, bendito seja no Teu santo nome” (Jó 1:21) Com discernimento sobre a restituição de Deus, podemos não só clamar “RESTITUI”, como também “TE LOUVAREI NÃO IMPORTAM AS CIRCUNSTÂNCIAS”.

Pense nisso e siga em frente!

Se você gostou deste artigo, curta ou compartilhe no facebook, clique embaixo e deixe um comentário

 

 

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.