Os dons e a graça de Deus: o que tem a ver?

meditar

O Apóstolo Pedro ensinou que todos têm um dom, tem a sua expressão da graça de Deus, e que todos têm a responsabilidade de “administrar fielmente” o seu dom.

No próximo versículo, ele deu dois exemplos de dons: dons de proclamação e dons de ministração.

Ambos capacitados pelo poder do Espírito Santo.

Cada um exerça o dom que recebeu para servir os outros, administrando fielmente a graça de Deus em suas múltiplas formas. – 1 Pedro 4:10 

Vejamos alguns aspectos para nosso estudo:

OS DONS QUE CADA CRISTÃO TEM MANIFESTAM A GRAÇA DE DEUS

Graça

A palavra “dom” usado aqui pelo Apóstolo é a palavra “charisma” – pequenas expressões da graça de Deus. 

Que é a mesma palavra utilizada por Paulo quando ele descreveu os dons do Espírito Santo em 1 Coríntios capítulo 12 versículo 4: “Ha diferentes tipos de dons, mas o Espírito é o mesmo”.

Cada um de nós tem um dom, um “charisma”, uma pequena expressão da graça (no Grego “charis”) de Deus e mesmo que cada dom seja diferente.

Todos vêm do mesmo Espírito e têm o mesmo propósito, que nós podemos ver no próximo versículo da epístola de Pedro:

“Se alguém fala, faço-o como quem transmite a palavra de Deus. Se alguém serve, faça-o com a força que Deus provê.

De forma que em todas as coisas Deus seja glorificado mediante Jesus Cristo, a quem sejam a glória e o poder para todo o sempre. Amém.”

Veja o artigo: “Você tem fome? Tenha fome da Palavra de Deus”

O propósito de todos os dons é para que o Senhor Jesus e Deus o Pai sejam glorificados. Nós podemos revelar um pouco mais da glória de Deus neste mundo.

Quando usamos o dom que Ele nos deu para trazer honra e glória ao Seu nome.

Precisamos entender que os dons que Deus deu a Seu povo não são todos iguais, não são cópias um do outro.

Cada dom é uma expressão individual e única da graça de Deus, refletida através da vida, personalidade e temperamento daquele que o recebeu.

CADA DOM É PARA GLORIFICAÇÃO DO NOME DO SENHOR

graça de deus versículos

Cada um nós somos como as facetas – pequenas faces – do diamante, e devemos refletir Jesus de acordo com o nosso dom, para expressar e manifestar a Sua glória neste mundo.

Devemos cumprir o mandamento do Senhor Jesus: “Assim brilhe a luz de vocês diante dos homens, para que vejam as suas boas obras e glorifiquem ao Pai de vocês, que está nos céus” (Mateus 5:16).

Veja o artigo: “Os tolos não conseguirão a salvação”

É por este motivo que Paulo escreveu ao seu “filho” Timóteo, encorajando-o a não “negligenciar o dom” (charisma) que lhe foi dado, através da profecia e imposição de mãos (1 Timóteo 4:14).

Novamente, em 2 Timóteo 1:6, o Apóstolo escreveu para que Timóteo despertasse (ou “mantivesse vivo”)

O “charisma”, o dom, que ele tinha recebido através da imposição dos mãos do Apóstolo.

Vamos determinar que exerceremos, administrando fielmente, o dom que Deus nós deu para glorificar o Seu filho Jesus. Não podemos negligenciar o nosso dom, talvez precisaremos até despertá-lo de novo.

CONCLUSÃO

Seu dom não vai ser igual a outros. Você tem uma expressão única da “multiforme graça de Deus“, que o mundo desesperadamente precisa ver.

Não tenta imitar pregadores famosos ou pastores poderosos. Seja quem você é, iluminado pela luz de Cristo, refletindo a Sua glória neste mundo.

Pense nisso e siga em frente

Se você gostou deste artigo, curta ou compartilhe no facebook, clique aqui embaixo e deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.