O que podemos aprender de adoração com o Profeta Isaías?

Isaías

Um dos maiores exemplos de adoração que encontramos na Palavra de Deus está em Isaías 6, 1-7.

Este texto nos revela atitudes que devemos ter quando estamos diante de Deus:

Ter temor de Deus, reconhecer o pecado, ser sincero com Deus e dar atenção somente a Deus.

Será que realmente podemos aprender e aplicar a adoração do profeta Isaías?

Vejamos alguns aspectos para o nosso estudo de hoje:

O QUE ISAÍAS FEZ EM RELAÇÃO A ADORAÇÃO?

Isaías

Temor de Deus:

Algo que nos chama a atenção nesta visão de Isaías é a maneira como os anjos se comportavam diante do Senhor.

“Os serafins estavam acima dele; cada um tinha seis asas: com duas cobriam os seus rostos, e com duas cobriam os seus pés e com duas voavam.” (vers. 2)

Por que os serafins cobriam seus rostos e pés, se eles são seres santos, que ministram louvor a Deus sem cessar?!

Por que eles cobriam os rostos: Os serafins cobriam os rostos porque não estão acostumados com a glória de Deus e não se acham dignos de olhar para o Senhor.

Por que eles cobriam os pés: Os serafins tapavam os pés como um sinal de reverência e respeito diante de Deus.

Esta passagem nos ensina o quanto devemos ter reverência na presença de Deus, pois os próprios serafins, que são seres santos e puros, temem a Deus a ponto de se acharem indignos de estarem em Sua presença.

Veja o artigo: “Quem Deus quer para seu louvor?”

Um exemplo disso é a falta de reverência que apresentamos inúmeras vezes quando chegamos na igreja antes de um culto ou celebração.

Quantas vezes entramos na casa de Deus e corremos para conversar com os irmãos ou afinar os instrumentos e só vamos falar com Deus quando o culto já “começou”?! A primeira coisa que devemos fazer ao chegar na casa de Deus é orar pedindo misericórdia ao Senhor!

Reconhecer o pecado:

No instante em que Isaías percebe que está diante de Deus, ele, imediatamente, reconhece e confessa o seu pecado. Às vezes achamos que confessar pecados e adorar a Deus não estão relacionados, mas isso não é verdade.

Muito pelo contrário, o arrependimento está intimamente ligado à adoração. Se nosso coração não estiver quebrantado, estaremos apenas louvando a Deus da boca para fora.

Veja o artigo: “Quando perdemos a adoração, o inimigo se aproveita?”

Não adianta nada chegarmos na igreja e começarmos a louvar, erguer as mãos e glorificar a Deus, se estamos cheios de pecados não confessados.

Sinceridade na presença de Deus:

Ser sincero com alguém é falar a verdade, não esconder nada e se mostrar como você é. Quase sempre temos vergonha de falar para Deus quem nós somos de verdade.

Queremos aparecer limpos e puros diante do Senhor, mas esquecemos que é Ele quem nos limpa e purifica. Precisamos chegar a Deus sujos e mostrar a Ele nossa sujeira, para que Ele possa nos lavar e, aí sim, estaremos limpos.

Foi exatamente o que Isaías fez! Ele mostrou a Deus quem ele era: “… sou um homem de lábios impuros…” Deus conhece o nosso coração, por isso não devemos esconder nossas falhas diante Dele.

Veja o artigo: “Qual tipo de música você tem tocado na Igreja?”

Pode parecer difícil, mas temos que chegar para Deus e falar: “Senhor, eu sou um invejoso”, ou “Meu Deus, eu sou uma fofoqueira.” Seja qual for o nosso erro, devemos declará-lo para Deus, pois só depois que Isaías assumiu a sua falha é que ele foi transformado.

Ser sincero com Deus também é ser simples. Isaías podia ter dito muitas palavras bonitas ao Senhor, mas ele foi simples e expressou o que realmente estava em seu coração: “Ai de mim, estou perdido!” (vers. 5).

Ser sinceros quando pedimos algo a Ele. Não minta para Deus! Por exemplo, se você quer aprender a tocar guitarra muito bem, peça para Deus te ensinar a tocar muito bem! Não fique dando uma de modesto para Deus pois Ele, mais do que ninguém conhece o seu coração.

Dar atenção somente a Deus:

Quando Isaías recebeu aquela visão de Deus, ele viu muitas coisas: viu os serafins, viu as colunas do templo tremerem, viu a fumaça que encheu o lugar…

Mas quando ele avistou o Senhor, sentado sobre seu trono, ele não deu atenção a mais nada, apenas ao Senhor! Tanto que ele afirmou:

”Ai de mim, estou perdido! Porque sou um homem de lábios impuros e habito no meio de um povo de impuros lábios: e os meus olhos viram o Rei, o Senhor dos Exércitos!” (vers. 5)

Veja o artigo: “Para quem você presta um culto? | como devemos cultuar a Deus na igreja?”

O profeta poderia ter relatado todas as outras coisas que tinha visto, mas o que tomou toda a atenção dele foi a visão do Deus Todo-Poderoso! Foi depois de ver a Deus é que Isaías se reconheceu como pecador

CONCLUSÃO

Temos que dar mais atenção à Deus do que às bênçãos Dele! Direcione toda a sua atenção ao Senhor, assim como fez Isaías.

Pense nisso e siga em frente!

Se você gostou deste artigo, curta ou compartilhe no facebook, clique aqui embaixo e deixe seu comentário

 

 

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.