O meu namoro é da vontade de Deus?

Dúvida

Volta é e meia ouvimos dos casais e namorados dúvidas do tipo: será que o meu namoro é da vontade de Deus? 

Como posso ter certeza de que Deus está abençoando o meu relacionamento? 

Ou ainda, como saber se esta ou aquela pessoa é a que Deus separou para mim?

Bom, para responder essa pergunta, são estabelecidos vários critérios e colocações.

Não é nada fácil saber se é ou não da vontade de Deus o seu namoro. 

Mas podemos identificar alguns itens, que fazem-nos pensar se realmente o relacionamento é de Deus. 

Vejamos algumas formas práticas e objetiva para se descobrir se o seu namoro é da vontade de Deus:

MEU NAMORO TEM  A PAZ DE DEUS?

meu namoro

As Escrituras afirmam que a paz deve ser o árbitro em nossos corações “Seja a paz de Cristo o árbitro em vosso coração” (Col.  3:15).  O árbitro é aquele que resolve uma questão, que direciona, que mostra a verdade. 

Em outras palavras isto significa dizer que a paz de Cristo deve ser observada como um dos indicativos de que o relacionamento em questão é ou não da vontade de Deus. 

Veja o artigo: “(VÍDEO) Depois de um ano de namoro devo casar?”

Assim, se o namoro rouba paz, ou leva a pessoa a ficar distante de Deus, trazendo ao coração inquietação ou perturbação, cuidado, é porque algo está errado. 

Vale a pena ressaltar que lutas, problemas e obstáculos sempre existirão. 

Todavia, se o relacionamento descaradamente lhe tem roubado a sua paz interior.

Como também a sua comunhão com Deus, seja isto talvez um grande indício que de o Senhor não está nesse relacionamento.

A MINHA FAMÍLIA APROVA O MEU NAMORO?

meu namoro

Um fator que deve ser observado é se a família aprova o namoro

Conheço inúmeros casos de namorados que enfrentaram seus pais e familiares e que tiveram problemas seriíssimos. 

Veja o artigo: “Qual a idade certa para um cristão iniciar um namoro?”

Ora, por favor, pare e pense: Se a família não aprova o relacionamento agora quando não se tem tantos problemas, imagine depois de casado e com filhos. 

Isto posto, sou levado a acreditar que a opinião dos pais ou filhos devem ser levados em consideração.

E O QUE O PASTOR DA MINHA IGREJA TEM A DIZER?

meu namoro

A pós-modernidade trouxe à baila um conceito que mais do que nunca tem norteado negativamente a nossa sociedade. 

É comum ouvirmos por aí: “A vida é minha, faço o que quero e não tenho que dar satisfação a absolutamente ninguém.”

Infelizmente, em nome de uma independência burra e ensimesmada muitos casais começam a namorar sem ouvir a opinião de seus pastores e líderes.

Veja o artigo: “Qual o namoro abençoado?”

Ora, é claro que os pastores não podem e nem tampouco tem o direito de determinar se o namoro deve ou não acontecer.

Entretanto, não consultá-los e ouvi-los é um erro gravíssimo. 

Creio que os “apaixonados” ao decidirem compartilhar com o conselheiro ou pastor sobre a possibilidade de se namorar alguém, demonstra maturidade e disposição de se fazer a vontade de Deus.

EXISTE JULGO DESIGUAL?

meu namoro

O namoro e o casamento devem ocorrer entre pessoas que estejam em igualdade de situações. 

O fato de existir discrepâncias espirituais, sociais e culturais pode proporcionar um seriíssimo problema relacional entre aqueles que se gostam. 

Em um relacionamento onde uma pessoa possui escolaridade ou bagagem cultural bem maior do que a outra, a possibilidade de se vivenciar problemas é potencializada de forma substancial. 

Veja o artigo: “Dúvidas sobre jugo desigual”

Além disso, o jugo desigual pode caracterizar-se pela diferença de idade entre o casal

Em boa parte dos casos onde a diferença etária ultrapassa os quinze anos as chances de problemas são absurdamente significativas.

EXISTE AFINIDADE MÚTUA DE VALORES E CONCEITOS?

meu namoro

Os que namoram precisam ter em comum os mesmos valores e conceitos. 

Na verdade, ambos precisam enxergar os padrões bíblicos de moral e decência de modo uniforme. 

Em outras palavras isto significa dizer que ambos necessitam estar dispostos a viver e relacionar-se um com o outro de forma pura e santa.

Veja o artigo? “10 mandamentos do namoro cristão”

Meu namoro para ser da vontade de Deus, precisa ser baseado na Palavra de Deus.

Caro leitor, ao responder negativamente duas ou mais destas perguntas, acredito que você deva refletir se vale a pena desenvolver no coração expectativas de frutificação com aquele que tem se relacionado.

Lembre-se que o meu namoro é coisa séria e que tomar decisões erradas pode lhe trazer consequências funestas.

CONCLUSÃO

Não existe relacionamento sólido sem que os propósitos sejam o mesmo.

Toda decisão errada que fizer, poderá trazer problemas gravíssimos no seu futuro casamento.

Lembre-se, você é a coroa da criação de Deus, não caia no julgo desigual, seu parceiro precisa adorar o mesmos Deus que te salvou, caso contrário…

Pense nisso e siga em frente!

Se você gostou deste artigo, curta ou compartilhe no facebook, clique aqui e deixe um comentário

 

Seja o primeiro a comentar

Deixe um comentário...

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.