O amor verdadeiro

Amar

Falar de amor é uma coisa relativamente fácil e a palavra amor tem uma abrangência muito ampla, por exemplo: amo minha esposa, amo meus filhos, meus pais, meus livros, minha profissão, e por aí vai…

Mas na verdade, o amor de que quero falar é o verdadeiro amor cristão.

Certa vez vi um artigo quer falava sobre esse sentimento verdadeiro e gostaria de compartilhe com vocês.

Uma das grandes dúvidas que os casais tem são sobre o amor verdadeiro, algo super importante para o alicerce do casamento.

O amor é um sentimento que só pode ser aplicado, quando a verdade prevalece, e nada pode envenenar o amor verdadeiro.

Na verdade o amor é o maior dos dons de Deus, que nos é ofertado graciosamente.

Ele conta detalhes importantes para os casais hoje em dia, veja:

O AMOR VERDADEIRO RESISTE AS ENFERMIDADES

amor verdadeiro

A primeira história é sobre um casal, com aproximadamente dois anos de vida conjugal que foram passar um período de férias numa fazenda e entre as opções de lazer resolveram cavalgar.

Tudo ia bem, até que o cavalo tropeçou e o rapaz caiu e bateu a cabeça numa pedra. Levado ao hospital, veio a notícia. Ele ficaria tetraplégico.

Logo aquela jovem começou a ponderar os anos de vida que teria ao lado de um rapaz inválido. Afinal, ele não tinha mais nada para oferecer-lhe, a não ser trabalho e trabalho.

Veja o artigo: “Romantismo é bom e todos gostam”

Ela, jovem, fez a sua opção de separar-se dele deixando-o aos cuidados de seus familiares. Felizmente esta primeira história teve um final feliz.

Pois um tempo se passou e um milagre restaurou aquela vida quando levado ao encontro de uma missionária chamada Kathryn Kuhlman, uma mulher tremendamente usada por Deus na área de cura.

Aquele rapaz foi totalmente curado e ficou sem sequelas. Como podemos ver, era só uma questão de tempo, infelizmente a sua esposa não soube esperar.

O AMOR VERDADEIRO RESISTE A IDADE

amor verdadeiro

A segunda história é também sobre outro casal. Eles já eram mais idosos, porém o marido havia contraído uma doença incurável de degeneração dos ossos e estava sendo tratado clinicamente em casa.

Um leito hospitalar foi instalado na residência do casal. Era um compositor e compunha hinos sacros. Alguns deles fazem parte da coletânea de nossos hinários evangélicos.

Ele compunha suas canções através de um gravador onde dizia as notas. Sua esposa do seu lado, cuidando dele com muito carinho.

Veja o artigo: “O segredo do casamento feliz”

Há cada duas horas sua cama tinha que ser virada para amenizar o seu sofrimento durante os anos. Ela ali do seu lado amando-o, sem receber nada em troca até o seu falecimento.

Queridos, que tipo de amor você tem vivenciado em seu casamento? Esse sentimento é na base do troca-troca ou o amor na base do comprometimento, do compromisso e da fidelidade? O que você têm feito para manter a chama acesa do amor por seu cônjuge?

CONCLUSÃO

 Veja a orientação da Palavra de Deus:

01. O amor é paciente é benigno;

02. Não é invejoso;

03. Não se vangloria;

04. Não se ensoberbece;

05. Não se porta inconvenientemente;

06. Não busca seus próprios interesses;

07. Não se irrita;

08. Não suspeita mal;

09. Não se alegra com a injustiça, mas se regozija com a verdade;

10. Tudo sofre;

11. Tudo crê;

12. Tudo espera;

13. Tudo suporta;

14. O amor jamais acaba.

CONCLUSÃO:

Estas são as características do verdadeiro deste sentimento que você tem por seu cônjuge? Se não está praticando, que tal começar a partir de agora…

Pense nisso e siga em frente!

Se você gostou deste artigo, curta ou compartilhe no facebook, clique aqui ou deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.