Meu Pastor é centralista

cultuar

Neste artigo iremos abordar um assunto que tem dado muita dor de cabeça entre os jovens e adultos, que é questão do Pastor ser centralista.

Ou seja, são aqueles ministros do evangelho que gostam de fazer tudo ou tomar a frente de tudo na Igreja.

Apesar dele ser o anjo da Igreja aqui na terra, não podemos esquecer que a Congregação é do Senhor e democrática. 

Uma das coisas mais terríveis que existe no meio eclesiástico é a arrogância espiritual.

Este é um dos pecados mais graves cometidos, principalmente por alguns “líderes” inescrupulosos.

Sabemos o quão é importante à disciplina, e que às vezes o líder para benefício da igreja e do rebanho, precisa tomar uma atitude mais drástica e enérgica.

Vejamos alguns aspectos sobre o assunto:

QUANDO O PASTOR GOSTA DE MUDAR TUDO POR CONTA PRÓPRIA

Pastor

Bom veja a seguinte situação:

Sempre ensaiamos na igreja e na hora de cantar no culto à noite o pastor muda as músicas e acabamos perdendo tempo de ensaios etc… O grupo fica desmotivado com essa tal atitude e sempre vem repetindo essa cena, o Pastor diz que vai nos ensaios, mas nunca vai…

Veja o artigo: “Quais os assassinos de uma boa liderança?”

O Pastor centraliza todas a suas vontades e ainda não vai nos ensaios, muda tudo na hora da ministração do louvor. Penso que isso é uma situação muito difícil e desagradável.

O grande problema é que a equipe de louvor se prepara para cantar os hinos e na hora ‘’H’’ o Pastor muda tudo de repente. Existe Pastores que além de tomarem conta do louvor, prega, faz peça, coordena os eventos da Igreja, tudo isso sozinho.

O QUE PODEMOS FAZER PARA RESOLVER A QUESTÃO?  

o que é um lider centralizador

1.PACIÊNCIA:

A primeira virtude que você deve buscar é a paciência. Tiago 5.9 diz: “Não vos queixeis, irmãos, uns dos outros, para que não sejais julgados.

Eis que o juiz está à porta”. Você deve respeitar as atitudes do seu Pastor, mesmo que ele esteja errado. Portanto, o primeiro passo a tomar é orar por ele, evitando maldize-lo ou murmurar.

2.CONVERSAR:

O segundo passo a tomar é ter uma conversa aberta e sincera com seu Pastor e expor a situação (esta é a parte difícil), com muuuuita sabedoria e através da direção de Deus.

Veja o artigo: “Características de uma liderança eficaz”

Fp 1.10: “para que aproveis as coisas excelentes, a fim de que sejais sinceros, e sem ofensa até o dia de Cristo”. Não adianta nada você ficar quieto, sofrendo calado.

Isso prejudicará sua performance. Então, fale com ele, peça sua opinião, converse. O Pastor e o líder de louvor não devem deixar de ter esta abertura, está comunhão.

CONCLUSÃO

Através da paciência e conversa, tenho certeza que as coisas se encaixaram no seu devido lugar. Mas para que isso aconteça, precisamos de promover o amor e o respeito ao ministro do evangelho que Deus colocou na Igreja.

Pense nisso e siga em frente

Se você gostou deste artigo, curta ou compartilhe no facebook, clique aqui embaixo e deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Deixe um comentário...

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.