Masturbação é pecado?

Homem pensativo

Uma das dúvidas mais frequentes dos jovens e adultos, é se masturbação é pecado, e  se você conseguir se masturbar pensando em uma cachoeira, você é uma espécie digna de ser estudada.

A Bíblia nunca menciona especificamente a masturbação ou afirma se a masturbação é ou não pecado.

Entretanto, não há dúvidas de que na grande maioria das situações as ações que levam à masturbação são pecaminosas. 

Nossos olhos O que nossos olhos veem e leem produz e controla a maior parte de nossos pensamentos.

As Escrituras ensinam que os olhos são a “candeia do corpo” (Mt 6:22, 23) e que se os “olhos forem maus”, o corpo “será tenebroso”.

Esta verdade descreve mais do que um fato físico. Refere-se ao que os olhos deixam entrar na mente sobre essa tal masturbação.

Vejamos alguns aspectos para nosso estudo:

O QUE É E QUAIS AS CONSEQUÊNCIAS DA MASTURBAÇÃO

masturbação

1. Vejamos a definição de lascívia e luxúria: “Gratificação dos sentidos ou indulgência para com o apetite; dedicado ou preocupado com os sentidos” e “desejo sexual intenso”. A masturbação encaixa-se definitivamente nestas definições (veja Gl 5:19). Pode-se praticá-la sem lascívia ou luxúria?

2. O teste seguinte é o de sua vida mental. Jesus disse: “Eu, porém, vos digo que todo aquele que olhar para uma mulher para cobiçá-la, já em seu coração cometeu adultério com ela” (Mt 5:27, 28).

Quando uma pessoa pratica ela, o que se passa em sua cabeça? As cachoeiras de Paulo Afonso?

Pode alguém pode praticar a masturbação sem imaginar um ato sexual ou ao menos cenas sensuais? O que você acha? Se você pratica a masturbação, pode sua mente permanecer pura?

Veja o artigo: “Sexo anal é pecado?”

3. Em seguida, reflita sobre a santidade e a intenção da relação sexual no casamento. Sem sombra de dúvida, a masturbação é uma tentativa de experimentar as mesmas sensações que são atribuídas ao casamento. É um substituto do ato verdadeiro – uma farsa, uma falsificação, um dolo.

4. A masturbação é também totalmente egocêntrica. Uma das características do egocentrismo é a autoindulgência. Paulo descreve o modo de vida de quem é controlado por Satanás, dizendo: “Todos nós também antes andávamos nos desejos da nossa carne, fazendo a vontade da carne e dos pensamentos” (Ef 2:3).

5. Finalmente, a masturbação pode nos levar à escravidão. Quando uma pessoa é dominada por uma indulgência carnal, ela peca. “Não reine, portanto, o pecado em vosso corpo mortal, para obedecerdes às suas concupiscências” (Rm 6:12).

Paulo também diz: “Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm. Todas as coisas me são lícitas, mas eu não me deixarei dominar por nenhuma delas” (I Co 6:12).

A ela é, quase sempre, o resultado final de pensamentos sensuais, estimulação erótica e/ou imagens pornográficas.

CONCLUSÃO

É comum nas escolas ou no próprio trabalho, as pessoas falarem que a masturbação serve para conhecimento do próprio corpo, mas quando nos tornamos escravos dos desejos, tudo fica mais difícil e complicado de largar.

Tenha uma vida de comunhão com o Senhor e esteja atento a voz Dele.

Pense nisso e siga em frente!

Se você gostou deste artigo, curta ou compartilhe no facebook, clique embaixo e deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar

Deixe um comentário...

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.