Jovens felizes

jovens felizes

A Bíblia relata muitos exemplos jovens felizes que foram servos de Deus, como: Davi, José, Daniel, Samuel, Josué, Timóteo e Jeremias.

Frequentemente nos prendemos a seus exemplos, porém, sabemos que existem muitos jovens que passam dificuldade.

Mas também existem aqueles jovens felizes por tudo que acontece na sua vida.

A escassez de emprego atormenta muita gente. O que falta não é mercado para trabalhar, mas qualidade profissional especializada e qualificada.

Mas existem jovens cristãos que são capazes de conquistar vitórias, através da fé e alegria.

Quando olhamos a capacitação profissional e ministerial dentro do universo evangélico, parece que não temos muito que comemorar.

Muitos têm confundido o “viver pela fé” como sinônimo de comodismo.

Os jovens felizes são aqueles que conhecem a Deus profundamente.

Ela jamais pode ser aceita como algo normal. É preciso trabalhar, pagar o preço, suar a camisa.

O jovem crente deve ser exemplo na família, na igreja, no colégio, na faculdade, no trabalho, e por onde andar.

OS JOVENS FELIZES

jovens felizes

Nos dias que antecederam o cativeiro de Judá, o rei da Babilônia ordenou que levassem para ele dentre os israelitas, jovens sem defeito físico, de boa aparência, cultos, inteligentes.

Que dominassem os vários campos do conhecimento e fossem capacitados para servir no palácio do rei.

Eles foram testados e se mostraram dez vezes mais sábios do que todos os magos e encantadores do reino caldeu (Dn 1.3, 4, 20).

Alguns estudiosos acreditam que Daniel e seus amigos tinham nessa época entre 15 e 18 anos de idade.

O rei mudou seus nomes com significados divinos para significados idólatras, mas não conseguiu mudar suas convicções espirituais (Dn 1.6-8).

Mais tarde os amigos de Daniel preferiram ser jogados na fornalha em chamas do que se prostrarem diante de uma imagem pagã (Dn 3).

Daniel tinha quase 90 anos quando foi jogado na cova dos leões por não deixar de orar como costumava fazer, mesmo sendo proibido pelo rei de assim fazer (Dn 6).

Veja o artigo: “Santidade do Jovem Cristão”

O que poderíamos dizer de José, que no Egito resistiu as insinuações imorais da mulher de Potifar e foi uma bênção na casa de seu patrão!? (Gn 39).

Depois ele se tornou primeiro ministro daquele país e foi usado por Deus para livrar a nação do caos econômico.

O que dizer de Timóteo, que mesmo sendo jovem e tímido foi um cooperador fiel ao seu líder Paulo!?

Foi para ele mesmo que o apóstolo escreveu: “[…] seja um exemplo para os fiéis na palavra, no procedimento, no amor, na fé e na pureza” (1 Tm 4.12).

Veja o artigo: “Jovens cristãos despertando para o evangelho”

Você já imaginou um epitáfio mais honroso do que esse? Faça diferença em sua geração servindo aos propósitos de Deus que são permanentes (Pv 19.21). Capacite-se.

CONCLUSÃO

A alegria do Senhor é a nossa força e tudo que precisamos é acreditar que as adversidades e tribulações, passaram como se fosse uma nuvem ao horizonte.

Creia que Deus é poderoso para te livrar da tempestade que você está vivendo, não desista nunca!

Pense nisso e siga em frente!

Se você gostou deste artigo, curta ou compartilhe no facebook, clique aqui embaixo e deixe seu comentário

 

 

Seja o primeiro a comentar

Deixe um comentário...

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.