O menino Jesus

Jesus

Jesus estava no templo “assentado no meio dos doutores, ouvindo-os e interrogando-os”, demonstrando grande sabedoria a ponto de “todos os que o ouviam muito se admiravam da sua inteligência e das suas respostas”. 

Tendo Jesus doze anos, subiram a Jerusalém, segundo o costume do dia da festa.

Ao regressarem, terminados aqueles dias, ficou o menino Jesus em Jerusalém, e não o souberam seus pais.

Pensando, porém, que estivesse em sua companhia, foram caminho de um dia.

Então começaram a procurá-lo entre os parentes e conhecidos. Como não o encontrassem, voltaram a Jerusalém em busca dele.

Passados três dias, acharam-no no templo, assentado no meio dos doutores, ouvindo-os e interrogando-os. Todos os que o ouviam admiravam-se da sua inteligência e respostas. Lucas 2:41 a 52

Vejamos alguns aspectos para nosso estudo:

A SABEDORIA DE JESUS

Jesus

Eu creio que esta história não é simplesmente um acontecimento isolado na infância do Senhor Jesus, mas, de fato, mostra algo importante que precisava acontecer.

Não com uma criança, mas com um adolescente, que tinha discernimento, sabedoria e um conhecimento da Palavra.

O primeiro ponto que chama a nossa atenção é o fato que os pais de Jesus nem perceberem a Sua ausência no início da viagem de volta para casa.

Veja o artigo: “Um novo nascimento”

Sem dúvida eles estavam acostumados com a obediência dele, e não perceberem que agora Ele estava agindo de acordo com prioridades maiores do que a vida familiar de uma criança.

Como pais, líderes e educadores de adolescentes, nós também não podemos ignorar o fato que eles não são mais crianças.

Nem no mundo natural nem no mundo espiritual, e que devemos estar orando e encorajando o despertamento dos seus dons e chamados ministeriais.

Como mais tarde Ele ficaria no sepulcro até o terceiro dia, eu creio que o prazo de três dias durante os quais Ele ficou “perdido” nós mostra que este evento teve o significado de uma morte e ressurreição.

NOSSAS ATIVIDADES PRECISAM SER DE DEUS

jovens

Em nosso ministério com adolescentes, devemos lembrar destas áreas, e focalizar as nossas atividades para que elas possam complementar o crescimento equilibrado do jovem.

Como, por exemplo, na alimentação, saúde ou exercício físico para adolescentes. 

Muitas vezes, na Bíblia e na história da Igreja, Deus tem chamado e usado poderosamente adolescentes como instrumentos na Sua mão.

Veja o artigo: “O Reino de Deus está dentro de vós”

Podemos citar José (com 17 anos) e Davi (um adolescente quando ele enfrentou Golias), os profetas Samuel (com provavelmente 12 anos) e Jeremias (provavelmente com 14 anos).

Evan Roberts começou a interceder para o avivamento no seu país de Gales, que, mais tarde, ele mesmo iria liderar, com 13 anos de idade.

CONCLUSÃO

Precisamos aprender com o exemplo do próprio Senhor Jesus, orando e encorajando os nossos adolescentes para que eles também podem “tratar dos negócios de seu Pai.”

Pense nisso e siga em frente

Se você gostou deste artigo, curta ou compartilhe no facebook, clique aqui embaixo e deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.