Falta de compromisso com as coisas de Deus

jovens

Sem dúvida a falta de compromisso com as coisas de Deus, é um dos assuntos mais importantes do meio evangélico e na vida o ser humano se envolve ou se compromete com uma série de coisas.

E podemos nos envolver com pessoas e grupos sociais, como também nos comprometer com elas, existe uma imensidão de fatores que nos levam tanto a nos envolver como nos comprometer.

Acredito que seja difícil achar uma igreja em que as pessoas tenham menos empenho para a obra; brigam para cantar lá na frente, mas são totalmente irresponsáveis com o ministério:

chegam atrasados nos ensaios (quando vão), não querem nem ouvir falar de se aprimorar, não respeitam a liderança, enfim, muitas vezes servem de pedra de tropeço para aqueles pouquíssimos que querem alguma coisa.

Entra líder, sai líder e não é resolvido o problema.

Vejamos alguns aspectos sobre o assunto:

PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS DA FALTA DE COMPROMISSO?

falta de compromisso

1) Falta de oração:  Vida cristã sem oração não é vida cristã, ou seja, não ter vida de oração, em nenhum lugar e em nenhum momento, é quase suicídio.

2) Desrespeitar o líder:  discutindo com ele e falando mal pelas suas costas como se ele fosse um qualquer. Além de ser uma falta de respeito, é pecado também.

Veja o artigo: “Jovens cristãos despertando para o evangelho”

3) Brigar para tocar:  Existe casos que quando havia dois músicos no mesmo instrumento só faltava cairmos no soco (teve até uma história de um tecladista que jogou o teclado de 20 Kg em cima do baterista);

4) Os ensaios que parecem uma festa. O guitarrista ia mas não levava a guitarra, quando levava não queria tocar. O baixista deixava de ir ao ensaio para jogar futebol e às vezes “ficar” com uma menina, eu só ia para murmurar e o baterista só levava fofoca.

Veja o artigo: “Juventude totalmente corrompida”

5) Tocar bem? Nem sabem o que era isso... aliás, além de ser ruins eram orgulhosos.

6) Dízimos e ofertas? Ai do pastor se ele falasse sobre isso com os “levitas”;

A solução para esses problemas é muita paciência, perseverança e oração.

CONCLUSÃO

Sabemos que não é fácil viver diante das tribulações, mas Deus que uma vida de entrega na Tua obra maravilhosa

“E não somente isto, mas também nos gloriamos nas próprias tribulações, sabendo que a tribulação produz perseverança” (Romanos 5.3)

Pense nisso e siga em frente

Se você gostou deste artigo, curta ou compartilhe no facebook, clique aqui embaixo e deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.