Ciúmes é um mau que precisa ser combatido

Ciúme

Quando um homem casado tem ciúmes da sua mulher sem nenhum motivo aparente para a suspeita, é provável que isso seja fruto de experiências do passado que estão interferindo agora.

O que significa ciúmes, vejamos agora:

“Sentimento doloroso que as exigências de um amor inquieto, o desejo de posse da pessoa amada.

A a suspeita ou a certeza de sua infidelidade fazem nascer em alguém; “ Fonte (Dicionário Aurélio)

Muitos namoros de jovens ou adultos acabam por conta do ciúme, isso sem falar nos casamentos dissolvidos por causa deste mau.

Ele se caracteriza pela total ou parcial falta de confiança em si mesmo e no outro e torna-se ainda mais angustiante, sendo um potente fator de destruição dos laços que unem os dois.

Mas será que nós cristãos podemos sentir ciúmes? Isso não é do diabo?

Para responder essas perguntas, vejamos o artigo abaixo:

O CRISTÃO PODE TER CIÚMES?

Ciúmes

’Ora, as obras da carne são manifestas, as quais são: a prostituição, a impureza, a lascívia, a idolatria, a feitiçaria, as inimizades, as contendas, os ciúmes, as iras.

As facções, as dissensões, os partidos, as invejas, as bebedices, as orgias, e coisas semelhantes a estas, contra as quais vos previno, como já antes vos preveni, que os que tais coisas praticam não herdarão o reino de Deus’’. (Gálatas 5:19-21)

 ‘’Porque onde há ciúme e sentimento faccioso, aí há confusão e toda obra má’’. (Tiago 3:16)

Veja o artigo: “Juntos mas separados também”

‘’O amor é sofredor, é benigno; o amor não arde em ciúmes; o amor não se vangloria, não se ensoberbece, não se porta inconvenientemente.

Não busca os seus próprios interesses, não se irrita, não suspeita mal; não se regozija com a injustiça, mas se regozija com a verdade; tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta’’. (I Coríntios 13: 4-7)

Não podemos aceitar como alguém que ama, que leva Deus a sério, que realmente crê nas promessas da Palavra pode ser ciumento.

O ciúme não vem de Deus, não pode fazer parte de um lar cristão e muito menos passar de geração a geração.

O CASAL SE TORNA UMA SÓ CARNE PELO CASAMENTO

Ciúme: um mal que precisa ser combatido

Vós, mulheres, sujeitai-vos a vossos maridos, como ao Senhor;

Porque o marido é a cabeça da mulher, como também Cristo é a cabeça da igreja, sendo ele próprio o salvador do corpo.

De sorte que, assim como a igreja está sujeita a Cristo, assim também as mulheres sejam em tudo sujeitas a seus maridos.

Vós, maridos, amai vossas mulheres, como também Cristo amou a igreja, e a si mesmo se entregou por ela… Efésios 5:22-30

Como alguém pode ser uma só carne e ter ciúmes? O ser uma só carne é ser um em tudo!

É ser uma só carne, uma só mente e um só coração.

Veja o artigo: “Dúvidas sobre jugo desigual”

Como pode ser isso. O corpo físico é um do outro, seus pensamentos são um para o outro, assim como seus corações.

O amor entre um homem e uma mulher, no Senhor, é isso.

As necessidades físicas, sexuais, devem ser satisfeitas um com o outro, os seus desejos, seus pensamentos devem ser em fazer o outro feliz.

O seu coração deve amar seu cônjuge acima de tudo e de todos, só abaixo do seu amor pela Trindade (Pai, Filho e Espírito Santo).

Como pode amar alguém e desconfiar dessa pessoa? Como um cristão que leva a sério a Palavra, pode não confiar no seu cônjuge?

Aonde está o amor verdadeiro?

ciúme não leva as pessoas ao crescimento, a alegria, ao amadurecimento, mas leva ao sofrimento, a dor, a desconfiança, ao desentendimento.

É PRECISO CONFIAR NO PARCEIRO

Ciúme: um mal que precisa ser combatido

Conta-se que uma linda e simpática mulher, carismática, atraente aos olhos das pessoas, porque seu sorriso era encantador, sua voz transmitia paz, segurança, alegria em viver.

Era casada com um homem muito ciumento, mas que nunca demonstrava para ela esse ciúme que sentia dela, ele sofria por dentro.

Veja o artigo: “Os perigos do ciúme”

Um dia, morrendo de ciúmes, ele começou a seguir sua esposa, ouvir atrás da porta suas conversas ao telefone.

E revirar sua bolsa enquanto ela dormia a procura de alguma coisa que a delatasse, nunca encontrava nada.

Certo dia, ouviu meia conversa de sua esposa com outra pessoa, sobre o encontro na casa dessa pessoa, no início da noite.

O marido, ardendo em ciúmes, ficou atento aos movimentos de sua esposa naquele dia.

Ele a estava seguindo, mas por um problema no trânsito, perdeu sua esposa de vista, ficou irado, furioso.

Tentou ligar para o celular dela e só dava ocupado, ou fora de área. 

Aí recebeu uma mensagem pelo celular dizendo “me pegue as 19:00 horas em tal endereço“.

Ele olhou no relógio, faltavam ainda alguns minutos, correu desesperado até o endereço dado, pensando muita bobagem pelo caminho.

Até que chegou em frente à casa cujo endereço ela tinha dado, estava tudo meio escuro, apenas uma pequena claridade em uma das janelas.

A cortina estava fechada, uma pequena sombra movimentava-se, talvez ela estivesse lá, com alguém, e não suspeitasse que ele viria mais cedo.

Ele como um raio abriu a porta e precipitou-se para dentro da casa, na escuridão, batendo-se pelos móveis, fazendo um barulho enorme.

Quando num repente a luz se acendeu, a casa estava lotada de amigos, colegas de trabalho, parentes e sua linda esposa, cantando para ele …parabéns para você….

CONCLUSÃO

Vale a pena ser ciumento? Vale a pena viver uma vida de desconfiança, suspeitando de coisas irreais sobre seu cônjuge?

Vale a pena viver fora da Palavra?

Pense nisso e siga em frente!

 Se você gostou deste artigo, curta ou compartilhe no facebook, clique aqui ou deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.