Alerta: consumo de gordura aumenta o risco de depressão

lanche

Mas pesquisadores das universidades espanholas de Navarra e Las Palmas de Gran Canaria demonstraram que existe uma relação entre a ingestão de gordura e o risco de sofrer depressão.

Isso mostra que o consumo excessivo de gordura saturada, presente principalmente em alimentos de origem animal, ainda é um hábito frequente da população brasileira.

Fala a verdade, comer um hambúrguer ou uma pizza no final de semana é muito bom!!!!

Este é o resultado de um estudo realizado durante seis anos com 12.059 voluntários, cuja dieta, estilo de vida e doenças foram analisados.

Vejamos os malefícios que a gordura pode causar:

OS ALIMENTOS  QUE CONTEM GORDURA PREJUDICAM A SAÚDE

gordura

Segundo o centro acadêmico de Navarra, nenhum voluntário sofria de depressão no início do estudo, mas no final foram detectados 657 casos.

Os participantes com um elevado consumo de gorduras tipo trans.

Presentes de forma artificial na confeitaria industrial.

e em fast-food, e de forma natural em alguns produtos lácteos.

Assim explicou Almudena Sánchez-Villegas, professora titular de Medicina Preventiva da Universidade de Las Palmas de Gran Canaria, primeira autora do trabalho.

Veja o artigo: “Dicas de cardápios para adolescentes”

Além disso, o estudo revelou uma relação dose-resposta “de modo que quanto mais gorduras trans eram consumidas, maior efeito prejudicial era causado nos voluntários”.

A equipe dirigida por Miguel Ángel Martínez-González, catedrático de Medicina Preventiva da Universidade de Navarra.

Analisou também a influência das gorduras poliinsaturadas.

“Descobrimos que estes tipos de gordura mais saudável, junto ao azeite de oliva, estão associados a uma redução do risco de sofrer depressão“.

Os especialistas advertem que nos últimos anos a incidência da depressão aumentou, atingindo 150 milhões de pessoas no mundo.

PORQUE ISSO OCORRE?

doenças causadas pela gordura insaturada

Isto se deve, segundo Almudena, “a uma mudança radical nas fontes de gorduras consumidas nas dietas ocidentais”.

Onde foram substituídos alguns tipos de gorduras boas.

Que são os poliinsaturadas e monoinsaturadas de frutos secos, óleos vegetais, azeite de oliva e pescados – pelas saturadas e trans.

Estamos falando de carnes, manteigas, confeitaria industrial e fast-food.

Veja o artigo: “Como ser jovem na velhice?”

A pesquisa, publicada na revista médica PLoS ONE, foi realizada em uma população com uma ingestão baixa de gorduras trans.

Já que estas só representavam 0,4% da energia total ingerida pelos voluntários.

“Apesar disso, observamos um aumento do risco de depressão próximo a 50%.

Daí a importância do estudo especialmente para países como os EUA, onde a percentagem de energia procedente destes alimentos ronda 2,5%”, concluiu Martínez-González.

CONCLUSÃO

Todos nós sabemos que no final de semana bate aquela preguiça de fazer a comida, e na maioria das vezes pedimos por telefone um lanche completo.

Pode ser um hambúrguer, uma pizza ou até mesmo cachorro quente.

 Mas você, jovem cristão ou não cristão, devemos cuidar da nossa saúde, para que mais tarde.

Os benefícios de uma boa vida, seja visível aos olhos dos homens e de Deus (isso serve para mim também)

Pense nisso e siga em frente

Se você gostou deste artigo, curta ou compartilhe no facebook, clique aqui embaixo e deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Deixe um comentário...

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.