A visitação de Jesus

Jesus

Jesus sempre quer o melhor para seus filhos e o tempo de visitação do Senhor na última carreata com os anjos, está se aproximando a medida que os fatos ocorrem.

Quando ia chegando, vendo a cidade, chorou sobre ela, dizendo: Ah! se tu conhecesses, ao menos neste teu dia, o que à tua paz pertence! Mas agora isso está encoberto aos teus olhos.

Dias virão sobre ti em que os teus inimigos te cercarão de trincheiras, e te sitiarão, e te apertarão de todos os lados. Derrubar-te-ão, a ti e a teus filhos que dentro de ti estiverem.

Não deixarão em ti pedra sobre pedra, porque não reconheceste o tempo da tua visitação. (Lucas 19:41 a 44)

Neste trecho do Evangelho de Lucas, nós vemos o Senhor Jesus chorando sobre a cidade de Jerusalém, que não tinha percebido o tempo da visitação do seu Rei, e consequentemente sofrerá os juízos de Deus.

Vejamos alguns aspectos para nosso estudo:

O QUE PRECISAMOS SABER SOBRA A VISITAÇÃO DE JESUS

Visitação

Se voltarmos neste mesmo capítulo de Lucas, nós vemos que o Senhor Jesus tinha acabado de entrar na cidade montado num jumentinho (Lucas 19:29 a 40). Este ato foi o cumprimento de profecias do Antigo Testamento, em Salmo 118:

Este é o dia que o Senhor fez; regozijemo-nos e alegremo-nos nele. Ó Senhor, salva-nos; ó Senhor, concede-nos prosperidade. Bendito aquele que vem em nome do Senhor. Da casa do Senhor vos bendizemos. – Salmo 118:24 a 26

E do profecia de Zacarias:

Alegra-te muito, ó filha de Sião! Exulta, ó filha de Jerusalém! Vê! O teu rei virá a ti, justo e Salvador, humilde, montado em jumento, num jumentinho, filho de jumenta. – Zacarias 9:9

Vamos ler o relato deste dia no Evangelho de Mateus, capítulo 21 versículos 1 a 17:

Quando se aproximaram de Jerusalém e chegaram a Betfagé, ao monte das Oliveiras, enviou Jesus dois discípulos, dizendo-lhes: Ide à aldeia aí em frente, e logo encontrareis uma jumenta presa, e com ela um jumentinho.

Veja o artigo: “Um novo nascimento”

Ora, tudo isto aconteceu para que se cumprisse o que foi dito pelo profeta: Dizei à filha de Sião: Olha, o teu Rei aí te vem, manso, e montado em jumento, num jumentinho, filho de animal de carga.

E, entrando ele em Jerusalém, toda a cidade se alvoroçou, e perguntavam: Quem é este? E as multidões responderam: Este é Jesus, o profeta de Nazaré da Galiléia.

Entrou Jesus no templo, e expulsou a todos os que aí vendiam e compravam, e derrubou as mesas dos cambistas e as cadeiras dos que vendiam pombas. E disse-lhes: Está escrito: A minha casa será chamada casa de oração, mas vós a tendes convertido em covil de ladrões.

Vieram ter com ele no templo, cegos e coxos, e ele os curou. Vendo então os principais sacerdotes e os escribas as maravilhas que fazia, e as crianças clamando no templo: Hosana ao Filho de Davi, ficaram indignados.

Se compararmos Salmo 118:24 a 26 com este trecho de Mateus, podemos ver como a profecia se cumpria:

a). “Este é o dia que o Senhor fez” – versículo 24a

“Ora, tudo isto aconteceu para que se cumprisse o que foi dito pelo profeta…” – versículo 4

Aquele dia foi um dia profética, um dia “que o Senhor fez”, um “tempo de visitação” que tinha sido agendado no calendário dos Céus. Nas palavras do próprio Senhor Jesus, aquele dia foi, para a cidade de Jerusalém, “teu dia.”

b). “regozijemo-nos e alegremo-nos nele.” – versículo 24b

“E grande multidão estendeu as suas vestes pelo caminho, e outros cortavam ramos de árvores e os espalhavam pelo caminho.” – versículo 8

O povo de Jerusalém celebrava a entrada do Seu Rei, o Messias.

c). “Senhor, salva-nos; ó Senhor, concede-nos prosperidade. Bendito aquele que vem em nome do Senhor. Bendito aquele que vem em nome do Senhor.” – versículos 25 e 26a

“As multidões que iam adiante, e as que seguiam, clamavam: Hosana ao Filho de Davi! Bendito o que vem em nome do Senhor! Hosana nas alturas!” – versículo 9

PORQUE OS FARISEUS NÃO RECONHECERAM A JESUS?

os Saduseus

Eu gostaria de propor quatro possibilidades que poderiam ter impedido a maioria dos fariseus, saduceus, escribas e sacerdotes de reconhecer o seu Messias:

1.Um espírito partidário

Jesus não fazia parte de sua denominação e por isso eles não o reconheceu. Eles imaginavam que o Messias seria do seu partido, que a visitação começará dentro da sua igreja!

2.A humildade do Rei

O Rei veio de uma forma “humilde, montado em jumento” – e o orgulho espiritual dos líderes os impediu de reconhecê-lo.

3.A confusão que acompanhava Sua entrada

O avivamento é sempre bagunçado! A alegria do povo ao receber seu Rei – e até os excessos da carne que podem resultar – sempre ofende o espírito religioso.

Veja o artigo: “O Reino de Deus está dentro de vós”

Quando já chegava perto da descida do monte das Oliveiras, toda a multidão dos discípulos, regozijando-se, começou a dar louvores a Deus em alta voz, por todas as maravilhas que tinham visto – Lucas 19:37

4.A imaturidade de muitos dos Seus seguidores

As crianças reconhecerem o Rei – e os líderes espirituais do povo ficaram escandalizados com isso!

Vendo então os principais sacerdotes e os escribas as maravilhas que fazia, e as crianças clamando no templo: Hosana ao Filho de Davi, ficaram indignados.

E perguntaram-lhe: Ouves o que estes dizem? Respondeu-lhes Jesus: Sim. Nunca lestes: Da boca de crianças e pequeninos tiraste perfeito louvor? – versículos 15 a 16

CONCLUSÃO

Não podemos rejeitar um genuíno mover de Deus simplesmente por causa da imaturidade – natural ou espiritual – de alguns dos seus aderentes – ou até dos seus líderes.

Precisamos ter olhos para poder ver o Rei no meio das crianças.

Pense nisso e siga em frente

Se você gostou deste artigo, curta ou compartilhe no facebook, clique aqui embaixo e deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Deixe um comentário...

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.