A questão de adoração e música

MÚSICA

Qual é o melhor grupo de louvor do Brasil? Quem é o melhor músico? Quem é o dirigente que ministra com mais unção e quem canta mais música?

Você leitor, que participa do ministério de louvor em sua igreja local, já se deparou com alguma das perguntas acima?

Creio que a questão é: Melhor para quem? Pra Deus? Pra Deus com certeza é que não é.

Temos uma solução para esse problema e com certeza  Deus vai mostrar o melhor caminho diante das dificuldades estabelecidas neste tema. 

Vejamos alguns aspectos para o nosso estudo de hoje:

ADORAÇÃO É MUITO MAIS QUE MÚSICA

Música

Deus não compara ninguém. Deus não faz acepção de pessoas. Deus não tem filhos prediletos. Deus ama a todos os seus filhos de forma particular, mas com a mesma intensidade.

Pra nós? O povo evangélico tem uma tendência de associar adoração a um estilo musical, na maioria das vezes uma música lenta que fala sobre Deus.

E evidente que isso tem mudado, mas também é evidente que essa forma de pensar esta enraizada nós e muitas vezes nos vemos fazendo essa associação.

A verdade é que a música é uma das diversas formas de expressarmos nossa adoração ao Criador. Adoração é muito mais do que música.

Veja o artigo: “Posso tocar no meio secular? – músico cristão pode tocar no mundo?”

Nosso gosto musical revela muito mais sobre nós mesmos do que sobre Deus. A questão sobre o que é melhor ou quem é maior tem haver com o que chamamos de musicalidade.

Musicalidade em relação aquilo que gostamos de ouvir. Musicalidade em relação aquilo que almejamos executar em nosso instrumento.

Nunca devemos nos esquecer que Deus não precisa de nossa musicalidade. O melhor que pudermos fazer aqui na terra, musicalmente falando, não chega aos pés do que os anjos fazem no céu.

Veja o artigo: “Ninguém é músico neste louvor! / reflexão para ministério de louvor”

Porém é do conhecimento de todos que devemos estudar e aperfeiçoar nossos talentos para que possamos sempre estar em condições de oferecer a Deus o nosso melhor.

Se o nosso “melhor” hoje é o mesmo “melhor” de 6 meses atrás, alguma coisa esta errada. Devemos ter zelo com o que Deus nos permitiu ter, mas não podemos nos esquecer que para Deus nossa musicalidade não vale nada, mas sim a forma como O honramos e O glorificamos como o nosso serviço no ministério. Deus sonda as nossas motivações.

CONCLUSÃO

Adorar a Deus é também a forma com que você trata as pessoas com quem você se relaciona todos os dias, como você se comporta no trânsito, como você se comporta no mercado fazendo compras, como prioriza os momentos de oração e estudo da palavra no seu dia a dia, etc… Deus procura verdadeiros adoradores. Sinceros de coração e com a motivação certa. Você já foi encontrado?

Pense nisso e siga em frente!

Se você gostou deste artigo, curta ou compartilhe no facebook, clique aqui embaixo e deixe seu comentário

 

 

Seja o primeiro a comentar

Deixe um comentário...

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.