A estação da colheita chegou!

Colher

Estamos vivenciando um momento no qual a grande colheita de Deus tem nos revelado que a estação da Igreja está mudando, ou seja, está em transição para algo superior que está no coração do Pai.

Vivemos o momento onde ocorre o derramamento da unção para criação de músicas e letras cheias do Espírito Santo.

Presenciamos um vinho novo na adoração e no louvor que veio de forma poderosa sobre a Igreja Brasileira. Temos a insaciável fome e sede de querer agradar o coração de Deus através de uma vida em santidade e um coração quebrantado.

Todavia, o Senhor agora está nos chamando para olharmos algo diferente: as almas, que são tão preciosas aos seus olhos.

A seara está branca, pronta para a colheita, e Deus quer que saiamos de dentro “das quatro paredes” dos templos, para as ruas, com o fim de evangelizarmos e ganharmos as vidas que estão perdidas e sem salvação para o seu reino de amor.

Vejamos alguns aspectos para o nosso estudo de hoje:

QUEM NOS CAPACITA PARA A COLHEITA É O SENHOR

Colheita

Às vezes pensamos que não temos nada a oferecer, porém, Deus é quem nos capacita e nos chama e o que temos devemos compartilhar e doar.

Um bom exemplo é um menino que a Bíblia nem mesmo cita seu nome, mas que entrou para a história cristã.

Como participante de uns dos maiores milagres realizados por Jesus, o da multiplicação dos pães e peixes.

Um outro exemplo é os muitos missionários que no início do século XX, eram enviados para a África, deixando para traz famílias, amigos e conforto.

E acabavam morrendo no primeiro ano de trabalho por contraírem doenças características das regiões africanas.

Veja o artigo: “Adoradores diante do trono”

Deus derramou a unção e o mover da adoração, do qual tanto nos enchemos e embriagamos, agora não podemos deixar passar o mover para a colheita.

Isto é egoísmo, temos que compartilhar estas maravilhas com as almas que estão caminhando a passos largos para o inferno. Precisa haver mais, precisamos buscar mais.

Há várias maneiras de contribuirmos para a colheita: indo orando, intercedendo, ofertando e o mais importante pregando a tempo e fora de tempo.

Talvez você não vai sair de madrugada para evangelizar nas ruas, mas pode se levantar em intercessão para a vida daqueles que foram e estão evangelizando.

O EXEMPLO DA VIÚVA DE SAREPTA

Viúva

A viúva de Sarepta usou o resto do azeite que tinha em casa e fez um pão para o profeta Elias, abençoando aquele homem que levava a palavra de Deus.

Ela não pensou na seca e crise econômicas que o país estava passando, ou, que aquele pão poderia ser a última refeição que poderia ter juntamente com seu filho antes de morrerem.

Veja o artigo: “O seu cetro é o louvor irmão!”

Talvez até tivesse ponderado estes fatos, entretanto, aquela mulher creu que Deus era poderoso para fazer infinitamente mais que sua mente humana pudesse imaginar.

E Deus em sua majestade e poder fez prosperar onde não havia esperança de salvação para vida da viúva e de seu filho.

Olhando por um outro ângulo vemos uma mulher que não se limitou em sua fé ao se predispor em ajudar o seu próximo.

Fique atento para que você não fique somente com um espectador daquilo que Deus está fazendo na Igreja, esteja pronto para trabalhar na seara.

Faça parte e aproveite a oportunidade que Deus tem nos dados. Não tente agradar a Deus com sacrifícios vãos, escute aquilo que Ele tem te falado e te chamado para fazer.

Obedecer e melhor que sacrificar.

CONCLUSÃO

A obra de Deus é algo magnífico e excelente, não podemos desistir de proclamar o evangelho do Senhor.

Nunca diga que não é capaz, Deus tem chamou para ser sal da terra, e tudo que precisa é acreditar e não desanimar.

Você é capaz de tudo naquele que te fortalece

Pense nisso e siga em frente!

Se você gostou deste artigo, curta ou compartilhe no facebook, clique aqui embaixo e deixe seu comentário

 

 

Seja o primeiro a comentar

Deixe um comentário...

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.